A música fá-lo por ti

Transbordam de ti melodias infinitas, sons elegantes e acordes contínuos.
A poesia faz mover cada um dos teus músculos e bombeia o liquido a que chamas de sangue.
Somos etéreos e leves quando nos deixamos balançar no ritmo,
Quando sentimos em nós as palavras cantadas.
Perdemos o real de nós
E ganhamos a magia.
Permanece nesta viagem por muitos anos,
Onde nos surpreendes,
Onde te completas,
Onde nos perdemos.
Pois, de certo, continuaremos a viajar junto de ti.

Vitral

És maior do que o que guardas.
És mais forte.
És mais independente.
És mais de ti.
Quando a minha voz se torna dura, sou eu a chamar pelo teu eu.
És linda, sem nisso acreditar.
És uma mulher, mesmo sem te deixares amar.
És delicadeza,
És elegância,
És a luz frágil e etérea que temos connosco.
És aquele sorriso escondido,
És um fechar de olhos.
Mas és por demais, a que vamos sempre proteger e trazer em abraço.
Sabe sempre que estás comigo,
E que eu nunca deixarei de estar contigo.