Meu Amor…

Na minha cama, sente-se um vazio, assim como nos meus braços..
As minhas mãos pedem pelo teu toque, e os meu lábios pela tua pele.
Quero-te a todos os momentos,
O meu corpo pede por ti.
Pela tua meiguice e ternura, e pela tua carência de mim,
gosto que precises de mim, que me queiras.

Amo-te,
minha vida,
meu hábito,
minha segurança,
meus braços,
minhas mãos,
meu ser…

A minha boca perguntou-te o que era isto,
mas até agora, acho que ainda não me sabes responder.

Tapaste os meus monstros, e o meu sangue,
com os teus cuidados.
Tapaste as minhas sombras e lamúrios
e apanhaste cada lágrima minha, nas tuas mãos.
Para sempre, sei que, não,
mas receio o dia em que acabar.
Já fazes parte da minha vida,
dos meus dias,
dos meus pensamentos,
do meu corpo,
de mim.
Soltaste dos meus lábios
a palavra que pensava nunca mais poder sentir.
Amo-te meu Amor,
meu menino.
Meu!
Apenas meu